ACNE EM ADULTOS

Você passou toda sua adolescência com pele saudável. Mas, sem nenhum aviso, depois dos 21 anos, quando já nem lembrava da existência desse problema, as espinhas começam a aparecer. Esse não é um problema incomum, principalmente em mulheres, e as causas vão de alterações hormonais ao estresse, entre outras.

 

A acne na idade adulta é diferente da que surge na adolescência. Costuma ser mais lenta e gradual, geralmente na forma de espinhas com ponta branca, em vez de cravos, e se concentra no queixo, na mandíbula e no pescoço. Pode ser sinal de distúrbios hormonais e glandulares, como a síndrome de ovário policístico – o que requer uma consulta ao médico. Ou pode ser resultado de alimentação inadequada, exposição excessiva ao sol, fatores hereditários, colesterol alto, obesidade e excesso de maquiagem, que obstrui os poros.

 

Qualquer que seja a origem, o primeiro passo para prevenir e reduzir a incidência da acne tardia é cuidar bem da pele, que deve ser mantida limpa e livre de oleosidade. Para isso, lave o rosto duas vezes ao dia com um sabonete específico para cuidado da pele do rosto e use filtro solar diariamente. Se a acne persistir, não deixe de procurar o dermatologista.

Cuidado facial