GLOSSÁRIO DOS CUIDADOS CONTRA ESPINHAS

Espinhas e cravos são palavras cujo significado todos nós aprendemos cedo, assim como os incômodos que causam. Porém, como se trata de um problema dermatológico, a acne envolve termos médicos que, às vezes, não entendemos bem. Veja a seguir uma relação das expressões mais comuns, para esclarecer algumas dúvidas a respeito do tema.

. Ácido salicílico – É um agente com ação esfoliante e anti-inflamatória, capaz de remover as células mortas da pele e estimular a produção de novas. Por isso é bastante indicado na prevenção e no tratamento de cravos e espinhas.

 

. Acne – Termo usado para identificar as lesões de pele que surgem na forma de espinhas e cravos e são causadas, em geral, pelo aumento da produção de sebo. Apresenta-se em diferentes tipos.

. Acne comedônica – Não inflamatória, é caracterizada pela presença de cravos, ou comedões.

. Acne conglobata – De grau 4 e de caráter inflamatório, pode causar abcessos e fístulas.

. Acne fulminante – De grau 5, é mais rara e grave e bastante inflamatória, podendo provocar dor nas articulações, febre e mal-estar.

. Acne medicamentosa – Provocada pelos efeitos secundários de medicamentos como anticoncepcionais ou que contenham hormônio, cortisona ou doses elevadas de vitamina B.

. Acne na idade adulta – Ocorre quando, depois dos 25 anos, a pessoa continua apresentando um quadro de acne, em geral devido a alterações hormonais.

. Acne neonatal – Aparecimento de cravos e espinhas no rosto do recém-nascido, por causa de alterações hormonais. Costuma desaparecer espontaneamente por volta dos três meses de idade.

. Acne nódulo-cística – De grau 3, caracteriza-se pela presença de nódulos inflamados no rosto, tórax e costas, com espinhas avermelhadas próximas umas das outras.

. Acne pápulo-pustulosa – Classificada como de grau 2, apresenta lesões inflamatórias no rosto, com cravos, espinhas, pápulas e pústulas com pus. O tratamento pode requerer o uso de antibióticos, receitados pelo dermatologista.

. Adstringente – Propriedade que alguns produtos têm de contrair os poros. Finaliza a limpeza do rosto, antes do uso de hidratante ou cosméticos, e é indicado principalmente para quem tem pele oleosa.

. Cicatriz de acne – A marca que fica na pele depois que a acne é curada. Costuma aparecer quando ocorrem espinhas muito inflamadas ou quando a pessoa espreme as lesões.

. Comedão – É a lesão conhecida popularmente como cravo, que surge na pele e pode ser branca, quando fechada e causada pelo acúmulo de células da camada córnea, ou escura, quando é aberta e resulta do excesso de células mortas, queratina ou sebo nos poros.

. Comedogênico – Refere-se a um produto que pode obstruir os poros e desencadear o aparecimento de cravos e espinhas.

. Cravo – Nome popular do comedão.

. Espinha – Nome popular das lesões da acne.

. Glândulas sebáceas – São estruturas microscópicas que secretam o sebo para manter a pele lubrificada e impermeabilizada.

. Milium – Um pequeno cisto que surge em qualquer parte do corpo, de cor branca ou amarelada, com queratina em seu interior, sem relação com a acne.

. Não comedogênico – Refere-se à propriedade de alguns produtos de agir na pele sem obstruir os poros e, assim, não favorecer o aparecimento de cravos e espinhas.

. Poros – Pequenos orifícios na pele que funcionam como canais de saída das glândulas sebáceas e sudoríparas. Em geral, poros mais dilatados ou abertos são comuns nas peles oleosas.  

. Progesterona – Hormônio produzido no ovário, responsável por regular o ciclo menstrual da mulher e preparar o útero para a gravidez. Quando há um desequilíbrio desse hormônio, pode surgir um quadro de acne.

. Propionibacterium acnes – Geralmente identificada simplesmente com P. acnes, é uma bactéria anaeróbica que consome as secreções produzidas pelas glândulas sebáceas e, quando se prolifera no sebo, leva à inflamação dos folículos pilosos, causando as lesões de acne.

. Sebo – Secreção produzida pelas glândulas sebáceas, rica em gorduras, que lubrifica a pele. Quando produzido em excesso, pode obstruir os poros e provocar acne.

. Testosterona – É o principal hormônio sexual masculino e, quando há desequilíbrio, pode ser causa de acne.

. Zona T – Área do rosto que inclui a testa, o nariz e o queixo e concentra grande quantidade de glândulas sebáceas. Por isso é mais oleosa, o que favorece o aparecimento de cravos e espinhas.

Cuidado facial