GRÁVIDA! E CHEIA DE ESPINHAS…

Você se descobre grávida e já começa a pensar nas comemorações para celebrar a novidade com a família e os amigos: chá de bebê, chá de fraldas, chá de revelação e por aí vai. O problema é que, no meio dessa festa toda, eis que aparecem algumas convidadas bem indesejadas: as espinhas.

Comum nessa fase em que o corpo da mulher passa por diversas mudanças, a acne gestacional pode ocorrer até mesmo em quem nunca sofreu com o problema, diferentemente do que ocorre com quem já apresentava espinhas durante os períodos menstruais e tem mais predisposição durante a gravidez.

As espinhas aparecem – ou pioram, para quem já apresenta a condição – devido ao aumento dos níveis de hormônios (entre os quais a progesterona, o estrogênio e a prolactina) que acontece durante a gravidez. Essa alteração hormonal, necessária para dar suporte ao desenvolvimento do bebê no útero, faz com que as glândulas sebáceas aumentem de tamanho e produzam mais sebo que o normal. Quanto mais oleosa a pele, maior a chance de desenvolver a acne.

Além de espinhas, a pele da gestante também pode apresentar manchas escuras (ou melasma), linha nigra (uma linha vertical escurecida, que aparece no meio da barriga), escurecimento da pele dos mamilos, ressecamento e coceira, entre outros distúrbios cutâneos.

A notícia boa é que a acne na gravidez, assim como as outras alterações hormonais, tende a sumir ou melhorar bastante depois do parto. Manter uma rotina diária de cuidados faciais pode ajudar a controlar a oleosidade da pele do rosto e a reduzir, ou mesmo evitar, as espinhas. Veja os cuidados necessários para deixar a pele saudável durante a gravidez.

. Mantenha a pele sempre limpa

Lave o rosto duas vezes ao dia, de manhã e à noite, com produtos específicos para o seu tipo de pele.

. Capriche na hidratação

Toda pele precisa de hidratação, mesmo as mais oleosas. Nesse caso, utilize produtos em gel e oil free, mais indicados para esse tipo de pele.

. Não esqueça o filtro solar

Depois de lavar e hidratar, ainda na parte da manhã, aplique o filtro solar para proteger a pele e evitar manchas, muito comuns durante a gravidez.

. Cuidado com o efeito rebote

Não lave o rosto mais do que duas vezes ao dia, pois, ao retirar demais a oleosidade natural da pele, as glândulas sebáceas irão produzir mais sebo e, com isso, aumentar o risco de desenvolver a acne.

. Evite colocar as mãos no rosto

Nossas mãos estão cheias de bactérias, e cada vez que as encostamos no rosto levamos parte delas para a pele. Em poros obstruídos por gordura e células mortas, essas bactérias podem gerar uma inflamação e dar origem a uma espinha.

. Não esprema as espinhas

Cutucar o rosto também pode piorar a acne, pois a pequena ferida que se forma é porta de entrada para bactérias que, em contato com o sebo existente nos poros, pode contribuir para o surgimento de cravos e espinhas.

. Beba muita água

Isso é bom para limpar as toxinas do corpo e mantê-lo hidratado de dentro para fora. A pele agradece. E muito!

Se mesmo assim, com todos esses cuidados, a acne não melhorar ou incomodar demais, procure a ajuda de um dermatologista.

Cuidado facial