CONHEÇA OS ALIMENTOS QUE COMBATEM AS ESPINHAS

Você usa os melhores produtos, adota cuidados com a pele diariamente, faz tudo certo e mesmo assim as espinhas teimam em aparecer? Às vezes não basta cuidar só da parte externa, pois o problema pode estar relacionado à sua alimentação. Acontece que, além de causas como hormônios em polvorosa, genética, estresse e poluição, o aparecimento de espinhas está relacionado também a uma dieta com excesso de gorduras e açúcar.

Às vezes, convém mudar o cardápio e saber que cereais integrais e alimentos ricos em ômega-3, como salmão e sardinha, por exemplo, ajudam a regular o açúcar no sangue e a diminuir processos inflamatórios no organismo. E menos propensão a inflamações significa menos espinhas.

Verduras verde-escuras e legumes e frutas alaranjados também melhoram a saúde da pele ao reduzir a formação de sebo. Por outro lado, produtos industrializados como óleos vegetais, salgadinhos e comidas semiprontas, quando consumidos em grandes quantidades, deixam mais expostas as células e as glândulas do nosso corpo – inclusive as sebáceas, responsáveis pela produção da gordura, que em excesso provoca a acne.

Como você já deve ter percebido, nossa pele também precisa de uma alimentação equilibrada para se manter saudável. Veja então o que colocar no prato, para ajudar a prevenir o surgimento ou o aumento das espinhas e reforçar o cuidado facial.

O que comer

. Grãos integrais: arroz integral, macarrão integral, farinha integral, quinoa

. Peixes ricos em ômega-3: sardinha, atum, salmão, arenque, bacalhau

. Sementes: chia, linhaça, abóbora

. Carnes magras: peixes, frutos do mar, frango, lagarto, patinho e lombo suíno

. Vitamina A: cenoura, abóbora, mamão, espinafre, gema de ovo, manga

. Vitaminas C e E: limão, laranja, brócolis, abacate, entre outras frutas, verduras e legumes

. Zinco: aveia, castanha-do-pará, amêndoa, castanha-de-caju, macadâmia

. Chás: verde, branco, preto, vermelho, dente-de-leão e chapéu-de-couro

. Especiarias: cúrcuma

. Água: sempre, em quantidade, para hidratar o corpo e eliminar toxinas e impurezas presentes

O que evitar (ou reduzir bastante)

. Produtos industrializados: óleos vegetais, salgadinhos, comidas prontas e congeladas ou semiprontas

. Alimentos ricos em açúcar e gordura: chocolate, carnes gordas, frituras, embutidos, fast food

. Preparados feitos de farinha de trigo refinada: massas, pães, biscoitos, doces, tortas e bolos

. Leite e derivados: os hormônios presentes em sua composição podem contribuir para o aumento da produção de sebo nas glândulas sebáceas

Resumindo, capriche na alimentação e mantenha uma rotina de cuidados faciais, com produtos de boas marcas, específicos para o seu tipo de pele. Porém, se mesmo assim o problema persistir, procure a ajuda de um dermatologista.

Cuidado facial