QUANDO OS COSMÉTICOS SÃO O PERIGO

O uso de alguns produtos de maquiagem pode obstruir os poros e, em consequência, favorecer o aparecimento de cravos ou espinhas, principalmente em pessoas com pele oleosa. Essa condição é chamada de acne cosmética, às vezes confundida com uma alergia a produtos de beleza, mas com um modo de evolução diferente. Em geral, a alergia aparece rapidamente, um ou dois dias depois do uso do produto que a causou, como uma irritação ou uma coceira, enquanto a acne cosmética pode demorar semanas para surgir, depois do uso contínuo da maquiagem, e se manifesta na forma de cravos ou espinhas.

Isso não significa, porém, que a mulher deve abrir mão dos produtos de beleza, e sim que deve preferir aqueles adequados ao seu tipo de pele e classificados como não comedogênicos (que não obstruem os poros) e oil free, ou seja, sem ingredientes oleosos. Também é importante manter uma rotina de limpeza pela manhã e à noite, com sabonetes específicos para o rosto. Além disso, é indispensável que a maquiagem seja retirada à noite, para que a pele fique limpa e desobstruída durante o período de sono.

Desde que haja esses cuidados, não há motivo para muita preocupação, pois a acne cosmética costuma ser temporária e desaparece quando se interrompe o uso do produto que está causando a obstrução dos poros. De qualquer maneira, sempre que surgir qualquer tipo de lesão no rosto, convém procurar o dermatologista para que o problema seja devidamente identificado e tratado.

Cuidado facial