Patins & patinete

Ao escolher os patins, veja se eles estão bem ajustados ao pé e ao tornozelo da criança. Nada de comprar maior para durar mais. O tamanho correto evita que o patins dance nos pés e facilite lesões sérias. Para saber se o equipamento é bom, tanto no caso do patinete como dos patins, o principal é verificar se as rodas são bem fixadas na base.

CAPACETE
Não compre sem que a criança experimente. Para proteger, ele não pode ficar largo nem apertado. Diga para ele colocar e mexer a cabeça para se certificar de que o capacete está firme.

COTOVELEIRAS E MUNHEQUEIRAS
Parecem frescura, mas são importantes! A primeira cobre uma região muito exposta e a segunda evita traumas nas mãos e pulsos. Use-os também com o skate.

JOELHEIRAS
Mais que essenciais. Grande parte das crianças, quando se desequilibram, pendem para frente e caem de joelhos. Eles acabam sendo vítimas constantes, mas podem ficar ilesos se estiverem protegidos.

Skate

Legal, na moda e você pode se arriscar a acompanhar os filhos, que, a partir de 6 anos, já desenvolveram coordenação motora e equilíbrio suficientes para aproveitarem a farra. Aliás, isso também vale para patins e patinete.

CAPACETE
As crianças têm a cabeça proporcionalmente grande se comparadas aos adultos. Por isso, caem mais e muitas vezes de cara. E isso é estatístico: em quedas violentas, a cabeça é a primeira a ser traumatizada. Por isso, capacete não se discute, se usa!

JOELHEIRAS
Não dá para dispensar. Sobre o joelho, não há quase nada de gordura, músculo ou tecidos que o protegem naturalmente. Então, cuide bem deles.

NOS PÉS
Nada de sandália, chinelo ou sapatos abertos para andar de skate. O melhor é um tênis, que não tenha penduricalhos que enrosquem na base, bem fixado aos pés e com tecido resistente para suportar o atrito.